Textos

A DIMENSÃO MORAL (INALCANSÁVEL)
A DIMENSÃO MORAL (INALCANSÁVEL)

Como legitimar valores, regras e princípios sem os quais a sociedade moralmente não se sustenta??? É possível haver desenvolvimento econômico sem a mobilidade social que movimenta sentimentos e emoções através da sexualidade??? A sexualidade funciona sem que a pulsão por prazer e orgasmo seja preponderante??? Essa pulsão pode ser moralizada??? Os Dez Mandamentos religiosos podem, em alguma sociedade estabelecida em qualquer continente do mundo, ser observados???

Atenhamo-nos a apenas um dos Dez Mandamentos: — “Não Matarás” (Êxodo, 20:13). Os terroristas islâmicos de uma só vez, mataram por ocasião dos atentados às Torres Gêmeas, três mil pessoas. Os EUA revidaram com “Guerra ao Terror”, conflagração armada que durou duas décadas com quinhentas mil pessoas mortas no Paquistão, Afeganistão e Iraque. Destas, 400 mil eram civis.

Os seres, dito humanos, não param de se matar desde que o mundo foi criado. As guerras primitivas por espaço vital acontecem desde os primeiros momentos da Criação. A Segunda Guerra Mundial matou aproximadamente 60 milhões de pessoas, sem contar os que, de alguma forma sofreram lesões permanentes: físicas e psicológicas. Os deuses que criaram os seres, dito humanos, sabiam que os Dez Mandamentos não poderiam, de modo algum, ser acatados. Moisés, o Profeta das Tábuas da Lei sabia disso.

As guerras internas entre os interesses espirituais, pessoais e coletivos, de pessoas e grupos sociais, não param nunca de fazer vítimas no interior das famílias, dos grupos empresariais, entre os pés rapados que representam interesses do tráfico e de autoridades das forças armadas, que nunca vão aparecer nas reportagens sobre os conflitos entre militares de terceiro escalão e os que estão na linha de frente no tráfico de entorpecentes.

Os conflitos de interesses (pessoal e grupal) são a linha de frente da matança entre semelhantes que, segundo o cristianismo e o seu mais proeminente Profeta, que também é Deus, JC, carecem do dever de praticar o mandamento: “... Ama A Teu Próximo Como A Te Mesmo”.  A verdade é que não há amor visível nem previsível a curto, médio e longo prazos.

Faz parte da realidade, dita humana, a agregação de pessoas por interesses: batizados, noivados, casamentos, festas de aniversário, comemorações das mais diversas datas: dia dos pais, das mães, dos cães, dos gatinhos, das gatinhas. Os aniversários dos filhinhos, das filhinhas. Em determinadas culturas orientais há templos para o deus Rato, templos esses que no Brasil deveriam ser erguidos aos milhares. Porque, afinal, sabemos que os ratos mandam e desmandam em nossa atual política e o Planalto está “assim” deles.

Como as pessoas podem ter respeito próprio e mútuo, se no dia dia dos hábitos cotidianos veem suas autoridades máximas meterem o mãozão nas verbas do dinheiro público de todas as formas possíveis??? Formas de roubar ditas constitucionais. A exemplo do mais de R$ 2.000.000.000,00 (dois bilhões de dindins) liberados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que foram distribuídos entre partidos políticos, para que seus candidatos subissem aos palanques e vomitassem promessas de campanha que nunca seriam cumpridas.

O Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC) nas Eleições Municipais (Ôô papai) de 2020, com trinta por cento (30%) desses recursos destinados a candidaturas femininas. Tudo saído pelos canos do orçamento da União em anus eleitorais. Partidos (deputados, senadores) votaram “sim” para o aumento do fundo eleitoral que agora se faz fundão peitoral, cordial, entre os parlamentares do bananal congressual. Vai vendo aí Brasil: o fundão (haja sanitários) agora é de: R$ 5.700.000.000,00 (cinco bilhões e setecentos milhões de bufunfas).

Houve partidos que votaram contra porque sabiam que a nova lei seria aprovada: o oportunismo da Rede, PSB, Podemos, Cidadania e PT. Os recursos que serviriam para melhorar o padrão ordinário na educação, na saúde, no saneamento público, nos investimentos em novas fontes não-poluentes de energia (solar, eólica... desenvolvimento sustentável) esses recursos estão destinados ao sanitário das excelências.        
Decio Goodnews
Enviado por Decio Goodnews em 03/10/2021
Alterado em 05/10/2021
Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários