Textos

A NARRATIVA DO ANJO GABRIEL
A NARRATIVA DO ANJO GABRIEL

“”EU HAVIA VINDO de outro universo para a Anunciação de Maria. Eu teria de saber como me chegar a Ela e dizer: “O Senhor É Contigo. Bendita És Tu Entre As Mulheres”. Minha tonalidade de voz suave e persuasiva provocou nela uma reação surpresa e perplexa. Afinal, qualquer ser dessa dimensão terrena ficaria sobressaltado frente ao aparecimento repentino de outro ser vindo de uma realidade alternativa, longínqua. Eu não poderia impedir simplesmente que esse tremor nela acontecesse devida a minha presença””.

“SALVE AGRACIADA, O Senhor É Contigo...Maria, Não Temas, Achaste Benção Diante De Deus. Conceberás E Darás À Luz Ao Filho E O Chamarás De Jesus. Ele Será Dito Filho Do Altíssimo. E O Senhor Deus Lhe Dará O Trono De Davi, Seu Ancestral. Reinará Eternamente Na Casa De Jacó. E O Seu Reino Não Terá Fim”.

““MARIA, AINDA trêmula, perguntou: ——“Como Se Fará Isso”??? Não Conheço Homem Algum” —— Em Resposta Disse: Descerá Sobre Ti O Espírito Santo E A Virtude Do Altíssimo Te Cobrirá Com Sua Sombra. O Santo Que De Ti Há De Nascer Será Chamado Filho De Deus. Eis Também Que Isabel, Tua Prima, Concebeu Um Filho Em Sua Velhice. Este O Sexto Mês Para Aquela Que É Chamada Esther. Para Deus Nada É Impossível””.

—"“Eis Aqui A Serva Do Senhor” — Confirmou Maria As Orações Que Havia Ouvido. “Cumpra-se Em Mim Segundo Tua Palavra”. — Aprovei Com Um Movimento De Testa Sua Fala E Me Retirei Do Ambiente Íntimo Em Que Ela Estava, Ainda Sob A Influência Da Epifania, Em Sua Casa Na Cidade De Nazaré Na Galileia"".

“AO CAMINHAR através das ruas, Eu, Arcanjo, fiz um exercício de empatia: O que estaria aquela simples mulher judia a pensar??? Como estaria a reagir a essa responsabilidade colossal de vir a ser Mãe de um Deus metade humano metade Et??? Eu estava a me inserir não apenas na vida pessoal de uma mulher especial terrena. Estávamos, a equipe da qual fazia eu fazia parte, a introduzir não apenas nela, a inseminação artificial intrauterina, fazendo chegar, via os finos canais das trompas de Falópio, o santo espermatozoide ao óvulo que haveria de fecundá-la".

"EU, ARCANJO, estava a interferir não apenas na realidade de Maria, Mãe de Deus, mas a me inserir na realidade de toda uma sociedade terrena, em seus interstícios, os mais recônditos, em seus mais desconhecidos recessos de fé, crença, religiosidade. Certamente haveria conflitos entre os grupos de dominação hebreus das Doze Tribos de Israel. Eles se sentiriam lesados em seus interesses políticos e econômicos com a Roma dos césares".

"O FETO AINDA sequer havia se formado e já estava a causar expectativas nos sacerdotes do Templo hebreu que estavam no aguardo de uma liderança bélica que fizesse os senhores dos exércitos da Terra se curvarem ao poder dos líderes, juízes e magistrados com registro na Antigo Testamento. Aquela criança ainda não havia se formado no útero de sua Mãe, e já estava sendo contestada porque, Certa Mente não haveria de satisfazer os gananciosos antepassados".

""MINHA RESPONSABILIDADE nesses eventos de interferência nas instituições leigas terrenas me fazia pensar nos futuros sofrimentos e no Calvário que a criança teria de viver e sobreviver na Criação de uma História Nova, a partir da Nova Revelação. Todas aquelas autoridades romanas e hebreias eram leigas em tudo por tudo. Desconheciam simplesmente as estruturas mentais e sociais nas quais estavam inseridas. Mas se julgavam “os tais”, “se achavam” donos das verdades físicas, materiais, tangíveis, sensíveis, táteis"".

"E AQUELA CRIANÇA, ainda em gestação já punha em perigo toda a organização bélica, social, religiosa de todas as civilizações então vigentes na Terra. Não seria nada fácil para Ela, Criança Santificada, inserida no útero materno de Maria Mãe do Cristo, crescer em Verdade e em Espírito em meio a seres mal saídos das cavernas neolíticas, trogloditas espertos e cheios de si em convencimento próprio".
Decio Goodnews
Enviado por Decio Goodnews em 11/10/2020
Alterado em 19/10/2020
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários