Textos

OS DIAS DE HOJE DE SUA INEXISTÊNCIA (O Povo Saiu Do Ovo) ??? — XI—
OS DIAS DE HOJE DE SUA INEXISTÊNCIA (O Povo Saiu Do Ovo) ???  
— XI—

COMO PODERIA LÚCIFER aceitar compartilhar-se de igual para igual com a criação do primeiro casal no Éden ??? Ele, “modelo de perfeição, sabedoria e perfeita beleza” segundo afirmação do próprio Criador ??? Como poderia o anjo orgulhoso de si partilhar seu sublime quilate, sua suprema sapiência e encanto físico com Adão & Eva ???

A SOBERBA TERIA GANHO, ele se rebelou e desejou conviver com a descendência do casal inicial de forma viver a afirmar sua superioridade sobre os seres terrenos, desde que fora criado primeiro e perfeito e podia rejeitar os processos biológicos da evolução.

OS HOMINÍDEOS ORIGINAIS teriam evoluído até a inseminação híbrida que gerou a criação de Adão & Eva. Lúcifer havia ficado na Terra e criado o casal original. Sobre a descendência dos mesmos governaria soberano pelos séculos e milênios dos processos biológicos evolutivos.

SENDO O SER MAIS EXCELENTE, ele, Lúcifer, poderia comparar-se à representação trina da Criação una: Pai, Filho, Espírito de Luz. Os contos mesopotâmicos dizem que, após a separação das águas, a Terra fora formada a partir das águas, representação do líquido amniótico.

A MITOLOGIA JUNGIANA comparada aos postulados de Joseph Campbell defende que a criação a partir das águas é reminiscência ou anamnese de religiões primatas, neolíticas nas quais as deusas matriarcas haviam parido os seres do mundo. O simbolismo da Criação patriarcal se contrapõe (está em oposição) às ideias que deram origem à cosmogonia matriarcal do mundo ???

LÚCIFER SE RECUSAVA ao convívio igual para igual entre ele, ser de luz e os filhos do Éden, seres de lama (pó). A história primitiva de como o Homo sapiens/demens chegou ao planeta Terra e proliferou até os dias de hoje precisa ser devida mente revelada. Não se pode construir uma civilização de ciência sobre suposições e contrassensos.


A CRIAÇÃO OU COLONIZAÇÃO do planeta Terra inclui a finalidade de escravizar bilhões de trabalhadores (mão-de-obra) harmonizando-os (os fins justificam os meios) à função intencional, maquiavélica, de mentir, confundir e enganá-los até que se reproduzam suficientemente para, sob o domínio do malefício original, partir para a colonização de outros sistemas solares.

O PLANETA TERRA É UMA metáfora do planeta Solaris. Ele, planeta Solaris sugere respostas às interrogações que nunca foram sequer esboçadas pela cultura dos astronautas da Terra na estação orbital. Os astronautas se deparam com mistérios, enigmas e dilemas que não são mistérios, enigmas e dilemas, mas respostas a estes.

TALVEZ SEJA NECESSÁRIO compreender que este planeta fora colonizado, desde seu descobrimento por aliens, há milhões de anos.  Povoado na intenção de criar, muito tempo depois, as condições de produzir naves interestelares para viajar à velocidade da luz. Os seres de barro se transformaram em seres de luz !!!

PERMITA-ME AGORA SUGERIR a você o “salto quântico” literário que desvenda o alucinante mistério de sua origem planetária: você é seu próprio e aterrorizante alienígena. Você é seu próprio alienista !!! Sua verdade é você e mais ninguém. Quem poderá expor, criar e manifestá-la, senão você, seu próprio invasor orbital ??? Você é sua própria Terra/Solaris desconhecida !!!

VOCÊ COMPREENDE QUE OS gigantes antediluvianos continuam devorando você nos dias de hoje ??? Que aqueles gigantes são hoje representados pelos presidentes da Câmara, do Senado, do STF Inconstitucional ??? Você percebe e assimila que a democracia é apenas nominal na Constituição federal ???

SE VOCÊ NÃO FOR ÀS RUAS em busca de seus direitos, de direcionar sua própria vida e a de sua família, as autoridades que hoje representam os gigantes antediluvianos na “Praça É Nossa” dos Três Poderes (que são quatro) vão continuar devorando antropofagicamente você, seus filhos, sua descendência pelos séculos dos séculos ???  
Decio Goodnews
Enviado por Decio Goodnews em 29/11/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários