Textos

O 4ª PODER (IMPRENSA): EXTENSÃO DOS OUTROS TRÊS Ps.
O 4ª PODER (IMPRENSA): EXTENSÃO DOS OUTROS TRÊS Ps.

HÁ ALGO ESTRANHO na realidade brasileira. Estranho é modo de dizer, de estranho não tem nada. O reino dos Três Poderes na realidade são quatro: a imprensa brasileira. Quando não se faz de cega e surda mostra que muda é que não é.

A EXEMPLO DO jornalismo da Jovem Pan. Esse jornalismo se destacou por sua independência em associações com autoridades de Brasília, criticando-as de forma a apoiar as reivindicações populares em prol da moralização institucional da Lava-Jato.

DE REPENTE, NÃO mais que de repente, os jornalistas dessa emissora começaram a se posicionar ao lado de Bozo Onagro, ignorando ou fazendo de conta preterir o apoio aos esquemas de corrupção no qual um de seus filhos se destacou.

DE REPENTE, NÃO mais que de repente os noticiaristas da Jovem Pan começaram a aplaudir o discurso de Bozo Onagro na ONU. Ignoraram que não foi um discurso presidencial na acepção do termo, esteve mais para uma comédia stand-up.

BOZO ONAGRO está a aparecer quase sempre de sorriso aberto, como se fosse o Coringa da saga do Batman, principalmente quando em frente a autoridades que ele supostamente venera, a exemplo do Pato Donald Trump.

AQUELE SORRISÃO cheio de um sentimento pessoal que se traduz facilmente enquanto “oferecido” sem restrições ao interlocutor. Bozo Onagro parece não se dá conta de que a rotina maníaca de seus rompantes verbais o está definindo com o vezo, a rotina e a marca registrada do ditador:

AUTOCONFIANTE QUE no Brasil “Sou Eu Queimando” (“Sou Eu Quem Mando”), no exterior parece mais um rapazinho frente ao ídolo admirado quando cara-a-cara com o Pato Donald Trump. Sua ideologia de bolso da lambança ele deseja, pateticamente, universalizar.

A CORRUPÇÃO PARA Bozo Onagro é produto exclusivo “made in socialismo”. Diz o ditado que macaco não olha para o próprio rabo ao privilegiar o olhar ao rabo dos outros. Ele faz de conta ignorar que a corrupção institucional que ele impulsionou ao defender o filho e desmoralizar as instituições que o investigavam, não existe !!!

BOZO ONAGRONÃO apenas está a se fazer de cego, ele deseja vendar os olhos de 57.796.986 eleitores, excetuando-se seus familiares e os fanáticos de entorno. Suas manifestações verbais discursivas estão cada dia mais ridículas. Ele ainda está em campanha. Alguém de seu entorno precisa alertá-lo de que a eleição já se foi há 9 meses.

BOLSONAGRO PARECE desconhecer o que significa realidade geopolítica. Ele descarta o sentido diacrônico das palavras. Parece não ter noção do que significam as palavras e a evolução delas no tempo.

ELE, TAL QUAL SEU antecessor, parece ser um perigo institucional: não sabe identificar com precisão o sentido e a conclusão de suas proposições. Ao ouvi-lo a pessoa fica na indefinição: entre a falsidade do que afirma e a dificuldade para tornar suas palavras uma ferramenta útil ao raciocínio e à adesão popular às suas cretinices verbais.
Decio Goodnews
Enviado por Decio Goodnews em 05/10/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários