Textos

PAREM DE HUMILHAR OS BRASILEIROS, MALDITOS TOGADOS !!!
PAREM DE HUMILHAR OS BRASILEIROS, MALDITOS TOGADOS !!!

NÃO É POSSÍVEL QUE EXISTA UM ÚNICA PESSOA NO PAÍS QUE ACREDITE NOS MINISTROS DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL INCONSTITUCIONAL. POVO NAS RUAS JÁ. POR LAVA-TOGA EM CARÁTER DE VOTAÇÃO CONGRESSUAL URGENTE, URGENTÍSSIMA !!!

A REPÚBLICA DEMOCRÁTICA FEDERATIVA DO BRASIL NÃO POSSUI CONDIÇÕES DE SOBREVIVER A ESSA MAGISTRATURA DE CRIMINOSOS TOGADOS. ISTO É A DITADURA JURÍDICA MAIS TOTALITÁRIA QUE O BRASIL JÁ VIVEU, COMO NUNCA SE VIU ANTES NESTE PAÍS !!!

NINGUÉM MAIS PODERÁ SAIR EM DEFESA DO POVO ELEITOR BRASILEIRO, SENÃO OS PRÓPRIOS QUASE 60 MILHÕES DE ELEITORES QUE VOTARAM EM PROL DA MORALIZAÇÃO DAS INSTITUIÇÕES NA "PRAÇA É NOSSA" DOS TRÊS PODERES.

BOLSONAGRO ESTÁ COM ELES E NÃO ABRE PRA NINGUÉM: "SOU EU QUEIMANDO" NO DIZER DELE: "SOU EU QUEM MANDO" ATRAVÉS DA IMPUNIDADE DA CORRUPÇÃO AMPLA, GERAL E IRRESTRITA.

A ESCOLHA PELA CORRUPÇÃO FOI DELE. O FILHINHO PESOU MAIS DO QUE, EXATAMENTE, 57.796.986 VOTOS EM FAVOR DO COMBATE À CORRUPÇÃO. ELE, O ONAGRO, TODOS OS DIAS FRITA MAIS UM POUCO O MINISTRO DA JUSTIÇA E SEGURANÇA PÚBLICA SERGIO MORO DO BRASIL

O POVO ELEITOR BRASILEIRO NAS RUAS PODE PARAR ESSA FRITURA CRUEL, PERVERSA E O ODIOSO DESCREDENCIAMENTO DO EX-JUIZ QUE GANHOU O RESPEITO DOS BRASILEIROS E DO MUNDO CIVILIZADO.

O SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL INCONSTITUCIONAL DEVE AOS BRASILEIROS UMA RENÚNCIA DE SEUS MINISTROS. ELES CONVIVEM DIARIAMENTE COM O REPÚDIO, O DESPREZO E A REJEIÇÃO DO POVO ELEITOR BRASILEIRO.

A DEMOCRACIA É (LEIA, LEITOR, POR FAVOR A CONSTITUIÇÃO) O GOVERNO DO POVO, PELO POVO E EM FAVOR DA VONTADE DO POVO. O QUE FAZEM ESSES MINISTROS COM SUAS BUNDAS GRUDADAS NAS POLTRONAS DO STFI SE ESTÃO TODOS OS DIAS A AUMENTAR A DOSE DE REPÚDIO POPLAR ÀS SUAS AÇÕES DE JURISPRUDÊNCIA CRIMINOSAS !!!
Decio Goodnews
Enviado por Decio Goodnews em 13/09/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários