Textos

A MÁQUINA DO TEMPO CONEXA NO RUMO ERRÁTICO
A MÁQUINA DO TEMPO CONEXA NO RUMO ERRÁTICO

A MÁQUINA DO TEMPO conectada à mente do presidente Onagro, rumou o Brasil em direção ao passado retroativo aos tempos anteriores à Operação Lava-Jato. O Brasil havia conquistado, após meio milênio de impunidade, os primeiros passos em direção à uma cultura anticorrupção.

MAS, O PRESIDENTE Bolsonagro voltou a fortalecer a velha cultura meio milenar da corrupção. Ao ver o filho Flávio Bolsonagro no olho do furacão de uma investigação promovida pelo Núcleo de Combate à Corrupção do Ministério Público Federal do Rio de Janeiro, o presidente se armou de gestos e ações em favor da descendência.

A FORÇA A FAVOR DOS corruptos está em que eles têm em mãos o poder. O poder conquistado com mentiras de campanha que logo se transformaram na realidade de um Executivo que trocou, na primeira oportunidade, os mais de 57 milhões de votos no fortalecimento da Operação Lava-Jato, pela defesa do filho corrupto.

OS CORRUPTOS DO “último capítulo do que não deu certo” (a Nova República dos Bandidos de Sarney a Bolsonagro) conta com o cansaço do Povo brasileiro que luta bravamente contra a corrupção institucional na “Praça É Nossa” dos Três Poderes.

O POVO BRASILEIRO não está mais deitado eternamente em berço esplêndido. Ele despertou: sabe que a Constituição está redigida em seu favor: democracia é governo do Povo, pelo Povo em favor da vontade popular.

A VONTADE POPULAR NÃO votou em Bolsonagro para vê-lo trocar mais de 57 milhões de votos na continuidade da Operação Lava-Jato, e vê-lo traindo esses 57 milhões de eleitores para poder agilizar a defesa do filho corrupto.

OS PODERES VIVEM DE mordomias estratosféricas: salários descomunais, mordomias abusivas, adendos salariais e verbas de gabinete colossais. E o Povo reage a esse universo paralelo de degradação ambiental política e jurídica, estando presente nas ruas do país em apoio ao ex-juiz e atual ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro do Brasil.

O PRESIDENTE ONAGRO queimou em praça pública mais de 57 milhões de votos e ainda berrou aos quatro cantos do país seu grito de independência às avessas: “Sou Eu Queimando”. Ele, no dizer dele mesmo “Sou Eu Quem Mando”, ignorou que, numa democracia, segundo a Constituição, quem manda é a vontade do Povo.

BOLSONAGRO ERA TIDO E havido como um político mitológico, um Teseu tropicalista que recebeu do Povo a tarefa de libertar o país do jugo arbitrário e genocida da corrupção nas instituições da “Praça É Nossa” dos Três Poderes. Uma vez eleito o Teseu tropicalista fez exatamente o contrário.

AO INVÉS DE INCENTIVAR os procuradores do Ministério Público, fortalecer o Coaf, apoiar Sergio Moro do Brasil, o Onagro tratante tratou de enfraquecer as instituições que estavam a investigar o filho e a fritar o ministro da Justiça. Com que propósito ??? Não o de fortalecer a Operação Lava-Jato, enfraquece-la para livrar a cara do filhote.

TODOS SABEMOS QUE O PT quase indicou o subprocurador Augusto Aras para o STF Inconstitucional. E o que fez Bolsonagro ??? Indicou-o para o cargo de procurador-geral da República (da República que não deu certo). Essa indicação diverge e desafia o ministro Sergio Moro do Brasil.

BOLSONAGRO CONTINUA A fritura implacável do ministro da Justiça. Sergio Moro, os procuradores e órgãos associados ao poder judiciário estavam na expectativa de uma escolha firmada na lista tríplice da Associação Nacional dos Procuradores da República. O subprocurador Augusto Aras entre os apoiadores de Bolsonagro é conhecido por “esquerdopata”.  
Decio Goodnews
Enviado por Decio Goodnews em 08/09/2019
Alterado em 08/09/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários