Textos

O QUE TE SUGERE O SUBMUNDO DE GRAMSCI ???
O QUE TE SUGERE O SUBMUNDO DE GRAMSCI ???

O capetalismo abandonou os milhões de pessoas em suas miseráveis condições de sobrevivência e investiu seus fabulosos lucros da industrialização tecnológica em conquista do espaço astral ??? — Sim, o capetalismo fez isso. Astronautas subiram enquanto a condição humana se deteriorava na Terra. Terra cada vez mais de ninguém.

Os poderes da propaganda na Rússia soviética industrializada por Stalin cresciam à proporção que aumentava a paranoia do ditador comunista e o extermínio de seus supostos adversários. Não havia ninguém na União Soviética que não fosse suspeito para Stalin. Quem não soletrava a cartilha ao pé da letra do ABC marxista-leninista do tirano, era sumariamente encarcerado nos campos de trabalho forçado na Sibéria. Quando não sumariamente fuzilado.

Gramsci saiu da União Soviética e voltou para a Itália de Mussolini que o viu enquanto espião do ditador russo. Fora encarcerado por nove anos mas, conseguiu, com seus “Cadernos do Cárcere” fazer a cabeça de todo tipo de gente ressentida no mundo. Toda pessoa excluída do processo histórico de enriquecimento do capetalismo era um potencial soldado do exército da revolução cultural gramscista.

Ele, Gramsci, tinha o mundo nas mãos e influenciou os marxistas do mundo todo e, posteriormente o “Tirano Nove Dedos” no Brasil, através dos admiradores de sua nova ordem filosófica. A cultura judaico-cristã, a civilização Greco-Romana eram os principais inimigos do marxismo gramscista, não o dogma econômico.

Gramsci assimilou propaganda com Stalin. Ele sabia que a elite política e econômica do ocidente havia financiado a revolução bolchevique na Rússia soviética. Na China a guerra civil revolucionária de Mao com ajuda dos soviéticos e banqueiros ocidentais, ganhou o poder via a monumental violência repressiva da “revolução cultural” do líder Mao e suas matanças indiscriminadas características dos genocidas comunistas.

Gramsci sabia que operários e camponeses (proletários) não tinham a menor disposição de lutar em favor da Revolução: a família, o país, o patriotismo, o cristianismo, os valores e princípios constitucionais do direito romano, estes sim, eram os verdadeiros inimigos do marxismo. A moral e a ética deveriam ser abolidas dos corações e mentes para que o poder ascendente dos criminosos socialistas pudesse prevalecer.

Mussolini dava a Gramsci casa, comida e roupa lavada. Sobrava-lhe tempo ocioso para tecer a teia criminosa da “viúva negra” e do seu mortífero veneno destinado a dizimar os valores e princípios cristãos, alicerces da sociedade ocidental: os “Cadernos do Cárcere” foram escritos por esse desocupado às custas do Estado fascista de Mussolini.  A teoria mais maléfica que uma mente viciada na ociosidade poderia maquinar.

Diz o ditado que uma mente desocupada é a oficina do diabo. Gramsci, conhecedor na intimidade da patologia do poder dos capetas ocidentais e orientais, não teve muito trabalho em arquitetar a amoralidade, a desonra, a força e o poder do sadomasoquismo maquiavélico, político, destinado a corromper a tudo e a todos todo tempo.

Seu óbvio ódio da espécie humana fez com que adotasse todos os esquemas de corrupção conhecidos e abrisse caminho para as taras e perversões ainda desconhecidas, de modo que a sedução social pela depravação completa dos costumes pudesse ganhar os corações e as mentes. A voz de Gramsci pela boca de Lullalau. A hora e a vez dos degenerados de todos os lados e poderes: Legislativo, Executivo, Judiciário: o marxismo cultural, a Nova Era da República Federativa dos Bandidos.
Decio Goodnews
Enviado por Decio Goodnews em 23/01/2018
Alterado em 26/01/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários