Textos

INTERVENÇÃO !!! OU “DINASTIA DAS TESOURAS” ???
INTERVENÇÃO !!! OU “DINASTIA DAS TESOURAS” ???

Gramsci tinha uma mente doente: ele teorizou sobre a supremacia de todas as misérias humanas que deveriam, unidas, extinguir As conquistas da cultura e da civilização ocidental judaico-cristã. Ele dizia não existir na história, na vida social, nada de fixo, de rígido, de definitivo. A contradição sempre esteve presente em seus escritos, a exemplo: — “Novas verdades aumentam o patrimônio do saber ... Novas curiosidades intelectuais e morais instigam o espírito”.  

Ora, verdade significa veracidade, certeza de algo sincero, real. Uma verdade não pode ser descartada em nome de outra, facilmente. Do contrário ambas seriam meias-verdades, mentiras em potencial. Faltava a Gramsci um centro moral interior. Como pode falar em espírito alguém devastado pela miséria do vazio interior que tinha por objetivo de vida disseminar toda espécie de perversão humana ???

Em seus “Cadernos do Cárcere” Gramsci vituperava contra todo valor moral da sociedade por não ter nenhum. Ele queria com todas as forças de uma consciência degenerada e culpada, tornar culpada e degenerada toda a cultura e a civilização que não estivesse a serviço da revolução (marxista). Socializar a bestialidade humana era seu objetivo maior. Por não ser ele mesmo um homem desejava desumanizar a todos.

Em seus “Cadernos do Cárcere” Gramsci anteviu a aliança entre esquerdopatas de todas as patologias: radicais do “arco-íris” entre o inferno na Terra e os subterrâneos ambientalistas, extremistas, movimentos por “direitos civis”, feministas radicais, associações esquerdistas e ante polícias, padres, freis e religiosos pedófilos, toda gente descontente do mundo inteiro... Engajados da “Nova Era”, e da Revolução Cultural.        

A “hegemonia política” dos lobos travestidos em pele de cordeiro do movimento socialista mundial Fabiano investe nos insatisfeitos, revoltados, medíocres, analfabetos, ignorantes, enfim: nos rebanhos desumanos de “feios, cruéis, ansiosos, angustiados, depressivos e desalmados”: nunca tiveram nada a perder, exceto seus traumas, frustrações, complexos, recalque, perturbações emocionais, agonias, pobreza, depressão. Em suma: as multidões que se reúnem frente aos palanques em tempos de eleição.

Gramsci teorizou que todos os bandidos do mundo unidos jamais seriam vencidos. Todos tinham imenso potencial anticristão. As culturas recentes todas têm a tradição pagã no ácido desoxirribonucleico (ADN). O cristianismo possui apenas uma tradição de dois milênios, enquanto o paganismo dos grupos nômades de caçadores-coletores, tinham a Mãe Terra enquanto divindade desde os confins da era paleolítica.

A pré-história que antecede a modernidade possui uma tradição de mais de 2,5 milhões de anos. O sangue que corre nas veias do Homo-sapiens/demens atual é o da estirpe de ascendência da Idade da Pedra Lascada. A revolução bolchevista, maoístas, castristas, os “revolucionários PTistas” provêm da recente revolução industrial. A menstruação das Marias do Rosário da atualidade ainda guarda resquícios da Revolução Neolítica em que a agricultura passou ao cultivo, independente da coleta e da caça.

As anotações caóticas dos “Cadernos do Cárcere” de Gramsci teorizaram sobre a facilidade com que a patologia das multidões podia ser cooptada parcimoniosamente via marxismo cultural. A patologia do “jeitinho” — (devagar, com jeito, se chega ao fiofó do sujeito). O Fantoche do socialismo Fabiano no Brasil (“Pacto de Princeton”) o “Analfabeto Triplex do Frei Beto”, ainda abusa do discurso utópico Fabiano.

O discurso de Lullalau continua debochado, velhaco, calhorda. Seu sermão marxista é falado para enganar plateias que antes eram enganadas pelas velhas raposas da política do PSD e da UDN. E que passaram a tradição do discurso de enganação para os lobos travestidos com pele de cordeiro do socialismo Fabiano de FHC e seus prosélitos do PSDB/PMDB. FHC pegou Lulla pelo braço e o conduziu às núpcias do “Pacto de Princeton”. Por quê ??? Para dividir com o PT a governança na “Dinastia das Tesouras”.    
Decio Goodnews
Enviado por Decio Goodnews em 27/12/2017
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários