Textos

O BRASIL BARROCO DE 2017 (Que Século XXI É Este???)
O BRASIL BARROCO DE 2017 (Que Século XXI É Este???)

A desqualificação governamental, a crítica de costumes e a incapacidade administrativa dos portugueses no Brasil do século XVII fora zagunchada por Gregório de Matos Guerra, poeta baiano nascido em 1636, e pelo padre Antônio Vieira.

Os atuais ditos poetas, músicos, freis e padres da igreja católica no Brasil baiano da atualidade tropicalista, aplaudem de pé e levam todo tipo de vantagem pecuniária dos governantes tipos “Triplex Nove Dedos” e Troglodilma Macaxeira, com apoio do jesuitismo clérigo aliado à corrupção institucionalizada.

No Brasil Barroco e colonial do século XVII o poeta Conceptista “Boca do Inferno” e o padre Cultista Antônio Vieira não se permitiram aliar à Inquisição dissimulada dos poderosos da Corte portuguesa no Brasil. Ao contrário, eles combatiam de forma veemente a corrupção desvairada dos costumes em franca decadência palaciana que, na época não tinha sede (insaciável) em Brasília.

A igreja e as artes do século XXI no Brasil tomaram, ambas, o partido dos poderosos e psicóticos poderes. Os Três Podres Poderes Piratas instalados na capital federal pelo socialismo Fabiano de FHC e quejandos, têm nos cantores, compositores, atrizes e atores do Brasil baiano do circo dos horrores fabianos, seus mais inconsequentes aliados.

O Brasil Barroco do século XXI é um país a serviço da dominação política bolivariana mais sem noção de moralidade institucional, como nunca se verá outra vez neste país, sob penas de não haver mais país, se ela persistir por mais tempo. O Brasil Barroco do século XXI é essa sociedade acuada pela necessidade de educação, saúde e outros serviços públicos básicos avaliados todos enquanto sucateados.

Ora, se os serviços públicos básicos da sociedade estão reconhecidamente sucateados, então, essa sociedade conivente com eles, está também sucateada: mental e emocionalmente. Essa classe (burguesia?) tropicalista dos “alpinistas Triplex” das “zelite Nomenklatura do doce de coco”) é uma sociedade vergonhosamente sórdida, infame, aviltante dos valores da cultura judaico-cristã, que insulta a dignidade de crianças, jovens e adultos com suas cartilhas da transgressão e delinquência venéreas.

O marxismo cultural mais delituosamente Barroco Tropicalista (gramscista) como nunca se verá outra vez neste país, deve parar, ser revogado, sob pena de inexistência da cultura e da civilização (elas que NÃO se danem!!! — senão...!!!). Senão pode se estabelecer a derrocada definitiva do princípio histórico-jurídico do Direito romano e da tradição cultural grega com seus ensinamentos provenientes da dramaturgia e da religiosidade judaico-cristã.

O Direito romano está sendo substituído pela jurisprudência do direito à corrupção e seus Foros de farsa jurídica tipo Supremo Tribunal do Foro (STF) com seus ministros barrocos tropicalistas fabianos que disseminam em seus discursos conceptistas a ideia de que o Direito é um hieróglifo a serviço das intenções maquiavélicas de apoio ajaezado à legislação bolivariana gerida por um ex-presidente Analfabeto e seus políticos côncavos e convexos do Lupanar Barroco de Brasília!!!  INTERVENÇÃO!!! OU SUBMISSÃO??? BRASIL!!! OU ISLÃ???          
    
Decio Goodnews
Enviado por Decio Goodnews em 09/06/2017
Alterado em 16/06/2017
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários